Revista Wireshoes

Reflexões Queer sobre o cotidiano

Sílvia Reis: candidata a vereadora

Roraima tem trans como pré-candidata à vereadora

Eleições: Silvia Reis é pré-candidata trans à vereadora em Boa Vista, Roraima

Capital do Estado de Roraima, a cidade de Boa Vista tem como pré-candidata à vereadora nas Eleições 2012, em outubro, a militante trans do Grupo DiveRRsidade Silvia Reis (PTN). Ela decidiu disputar a vaga na Câmara Municipal depois de várias eleições apoiando outros candidatos na luta contra a discriminação.

Em entrevista ao Mix, ela se diz animada com a possibilidade de concorrer à vereadora se sua pré-candidatura for aprovada nas convenções do PTN e revela que vai ser ela mesma para conquistar os votos. “Irei onde sempre fui bem aceita, em minha comunidade, com meus amigos, em meu trabalho, onde eles já me conhecem. Não dá para nascer uma nova Silvia.”

É a primeira vez que você se candidata?
Há várias eleições amigos e conhecidos perguntam porque não saio candidata pelo histórico social e luta pelos direitos juma nos que tenho. Este ano me soou mais forte e coloquei meu nome para avaliação dos amigos e fui bem aceita e até me filiei ao PTN

Os LGBT precisam de representação política, por quê?
Em todas as campanhas a que fui convidada a apoiar alguém, sempre me pediram ideias de como acabar com o preconceito e a discriminação, passando a eleição, nada se via, então se percebe que é necessário não algo como o sonho, mas sim a presença do idealizador do sonho para fazer com que o mesmo se torne realidade.

O que pretende fazer nestes próximos quatro anos se for eleita?
Fomentar a empregabilidade para pessoas LGBT, acredito que o maior orgulho de qualquer ser humano é trabalhar e ganhar o seu dinheiro. Poder comprar aquilo que quer, fazer poupança e poder deixar de ficar pedindo favores a estes ou aqueles… Dignidade, essa é a palavra. Às vezes achamos que as doações por si só suprem, mas não elas ajudam, não resolvem, pois as pessoas têm outras necessidades, outras vontades e anseios.

Existem projetos que você quer levar à Câmara? Quais?
O de fomentar a empregabilidade por conta de uma Cooperativa gerenciada pela população LGBT, uma espécie de firma onde poderia se ofertar serviços a terceiros onde o pessoal seria especificamente LGBT. E principalmente e urgente, a expansão da gratuidade em ônibus urbanos à população que vive com HIV, tendo em vista as muitas vezes que estas pessoas têm que ir ao médico, realizar exames, receber resultados de exames, buscar medicamentos e rumo ao lazer, que para mim é parte essencial para a saúde. Também sonho com campanhas tipo premiações a empresas que derem oportunidades a travestis e transexuais como forma de seu primeiro emprego (ganho de experiência), escola que fomente o fim da homofobia. Acredito que assim, presenteando estes, possamos difundir o que queremos para os LGBT. Sei que é responsabilidades deles, mas temos que usar de tudo, ou não sai nada.

Como é o cenário da diversidade sexual na sua cidade atualmente? A cidade é tolerante?
Boa Vista é uma cidade boa de se viver, não vemos tanta discriminação enquanto cidadão, mas se percebe quanto à busca de emprego, ninguém quer empregar uma travesti ou transexual, mesmo sendo ela mais feminina que for, só querem dar aqueles temporários da política, ou algo que ninguém possa nos ver. É por isso que reclamamos tanto a falta de políticos realmente envolvidos com a questão da cidadania LGBT, temos políticos amigos e parentes de LGBT, mas que em nenhum momento levantam a bandeira. A religião é um entrave para eles, e isto não será para nós, pois somos LGBT e cristãos ao mesmo tempo.

Uma vereadora trans poderia ajudar na luta contra o preconceito? Como?
Sim, ela por ser trans já é uma vencedora e tem o apoio da mulherada, assim penso, somos mais sensíveis e conseguimos perceber quais os caminhos a serem traçados para o combate à discriminação e ao preconceito. Tanto é que conseguimos vencer o dia a dia, isso sim é ser necessária na política. Os melhores políticos são aqueles que sabem o que querem e porque o querem. Ter objetivo, olhar direcionado à razão.

Onde você pretende buscar votos? Usando qual estratégia?
Se passar na convenção, já estou satisfeita. Irei onde sempre fui bem aceita, em minha comunidade, com meus amigos, em meu trabalho, onde eles já me conhecem. Não dá para nascer uma nova Silvia e pedir uma nova avaliação deles em pouco tempo. Ouço muito isso, não vou votar em fulano, ele é isso e é aquilo, voto em você porque já te conheço. Por estas palavras você pode avaliar como a questão do votar hoje está.

Você acredita que o LGBT vota no candidato LGBT?
Nem todos, vejo ainda um pouco de despeito, inveja. Alguns perderam muito a sua credibilidade, espero não ser o meu caso. Mas temos que acreditar e, se um votar, tem que se fazer válido este voto, pois o que ajuda um, ajudará muitos outros. É necessário saber o que pensam de você e se acreditam, pode se ter 20 votos, mas são vinte pessoas que em ti acreditam, e você não os pode decepcionar.

Fonte: Mix Brasil – 19/04/2012 – Por : Hélio Filho

Anúncios

Fórum aberto aos debates :-)

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Informação

Publicado às maio 19, 2012 por em Gente Queer e marcado , .

Outros Posts

%d blogueiros gostam disto: